A Diretoria executiva do SINTESMAT protocolou na última sexta-feira (29/05) o oficio nº 507/2015/SINTESMAT na Secretaria de Estado de Gestão.

O documento deixa claro a deliberação dos Técnicos Administrativos da Educação Superior em NÃO aceitar a proposta de parcelamento do Reajuste Geral Anual, imposto pelo Governo do Estado. No ofício, a categoria requer o pagamento imediato da diferença salarial de maio e a aplicação imediata dos 6,23% referentes ao índice de inflação de 2014, conforme estabelecido em lei.

Passado o prazo da resposta do governo, será realizada nova Assembléia para que os TAES possam deliberar sobre o assunto.

A nova Assembléia deverá ser convocada na próxima quarta-feira (03/06).

 


0
0
0
s2sdefault