Na última terça-feira (20), diretores do SINTESMAT participaram de atos na capital, em conjunto com sindicalistas de outras categorias, reunidos através do Fórum Sindical.

Pela manhã, aconteceu uma reunião do Fórum Sindical, na Sede do SINTAP, para discutir e planejar ações conjuntas para as mobilizações a nível nacional e estadual.

Durante a tarde, por sua vez, aconteceu uma manifestação em frente a Secretaria de Estado de Gestão – SEGES, no Centro Político Administrativo.

A manifestação contou também, com uma Assembleia Geral Unificada, por parte de algumas categorias que realizaram a programação em conjunto, respeitando as disposições estatutárias de cada classe. Constavam pautas como informes sobre sucateamento do serviço público estadual, PL 257 e PEC 241, Reforma Administrativa, Reforma da Previdência, dentre outras.

Sindicalistas, presidentes de sindicatos e servidores que representam os servidores públicos estaduais no Conselho de Previdência do MT Prev e no COGEP realizaram falas, para detalhar aos presentes a situação encontrada nestes conselhos e também no Congresso Nacional, onde tramitam o PL 257 e a PEC 241, que retiram direitos dos servidores públicos, e fragilizam o serviço público como um todo.

Os servidores decidiram na Assembleia Unificada por realizar atos no Dia Nacional de Paralisação, nesta quinta-feira (22), convocado pelas Centrais Sindicais para alertar os trabalhadores e a sociedade sobre as ações em andamento que fragilizam o serviço público e retiram direitos dos trabalhadores. Decidiram também, por realizar panfletagem e atos públicos no dia 29 deste mês, dia em que se recorda o Dia do Calote, relacionado ao não pagamento do Reajuste Geral Anual pelo Governo Estadual.

Algumas Seccionais do SINTESMAT já realizaram ações nos dois últimos dias 29, dos meses anteriores, e neste mês o SINTESMAT pretende aumentar as ações para relembrar a sociedade do descumprimento da lei pelo Governo Estadual, ao não pagar o RGA dos servidores conforme determina de forma cristalina a legislação. Este assunto, inclusive, é objeto de uma ADI no Supremo Tribunal Federal (ADI n° 5560), movida pelos sindicatos contra o Governo de Mato Grosso.

No ato em frente à SEGES a estimativa de público presente feita pelos sindicalistas, indicaram mais de dois mil servidores presentes, número apurado pelas listas de presença.

Pelo SINTESMAT, estiveram presentes o presidente e o vice, Luiz Wanderlei e Jeferson Diel, e os diretores Kleber Magalhães, Sabrina dos Santos e Eder C. Salomão.

 

Nesta quinta-feira (22), acontece a paralisação do Dia Nacional de Paralisação, e as seccionais do SINTESMAT realizam atos públicos, debates e informes sobre projetos que retiram direitos dos trabalhadores. Procure sua Seccional, e participe das ações, faça sua voz ser ouvida.

Créditos das imagens: Eder C. Salomão

0
0
0
s2sdefault