Diversos sindicalistas estiveram na manhã desta quinta-feira (22) na Secretaria de Estado de Gestão – SEGES, e também na Casa Civil em Cuiabá.

Estavam à procura de informações sobre boatos, que começaram a circular na data de ontem em redes sociais e aplicações de mensagens eletrônicas, indicando possível atraso ou até mesmo escalonamento no pagamento dos vencimentos dos servidores públicos do Poder Executivo Estadual.

As informações começaram a repercutir entre os servidores, e provocaram temor em relação ao que poderia acontecer.

Por este motivo, equipe do SINTESMAT viajou à Cuiabá, ainda na madrugada desta quinta-feira para, junto de outros sindicalistas reunidos através do Fórum Sindical, cobrar esclarecimentos sobre estes boatos e um posicionamento oficial do Governo.

Estiveram na SEGES, e foram atendidos brevemente pelo Secretário Júlio Modesto, que alegou não poder receber os sindicalistas com maior tempo, por ter agenda pré-existente.  Questionado diretamente sobre o assunto, não negou e nem confirmou as informações.

Os sindicalistas estiveram também na Casa Civil, mas não conseguiram ser recebidos pelo Secretário da Casa Civil.

Os dirigentes sindicais conversaram ainda com o presidente eleito da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB), onde cobraram uma agenda com o Governo para esclarecer o assunto.

Os sindicalistas continuam em Cuiabá nesta tarde, no Centro Político Administrativo, tentando obter informações e um posicionamento oficial do Governo Estadual sobre o assunto.

Pelo SINTESMAT, estiveram presentes Luiz Wanderlei dos Santos e Jeferson Odair Diel, respectivamente presidente e vice-presidente.

 

 

Créditos das imagens: Jeferson Odair Diel

 

0
0
0
s2sdefault