O Presidente do Sintesmat, Carlos Roberto dos Santos Júnior, decidiu por convocar Assembleia Geral da categoria, para a tarde de hoje (29), para decidir sobre greve da categoria e assuntos correlatos.

A decisão ocorreu após reunião da Diretoria Executiva, realizada no final da manhã desta terça-feira, em Cáceres, na Sede do Sintesmat, para avaliar o andamento do movimento e os encaminhamentos das Seccionais.

O Sintesmat realizou no início da tarde desta segunda-feira (28), em praticamente todas as suas Seccionais, uma Assembleia Setorial destinada a avaliar o movimento e a conjuntura da situação do Estado. Após as Assembleias, as Seccionais enviaram a Diretoria Executiva encaminhamentos para o movimento, oriundos da base da categoria.

A maior parte das Seccionais encaminhou entendimento no sentido de suspender o movimento de greve, retornando às atividades, entretanto mantendo o estado permanente de greve, e deflagrá-lo em conjunto com as demais categorias do Estado, caso seja este o caminho escolhido pelas representações sindicais do Poder Executivo Estadual.

Apenas duas Seccionais, em suas Assembleias Setoriais, manifestaram-se pela continuidade da greve com interrupção das atividades.

Desta forma, para retirar uma deliberação da categoria sobre o assunto, de forma unificada, foi decidida a convocação de Assembleia Geral para esta terça-feira (29).

A Assembleia Geral ocorrerá em todas as Seccionais do Sintesmat, às 15h em primeira convocação, e 15h30 em segunda convocação.

Em atendimento à pleito da Reitoria, solicitado em reunião com Diretoria e Reitora em exercício Profª. Nilce Maria da Silva na última sexta-feira (25), o Sintesmat orientou nesta segunda, através de suas Seccionais, que o atendimento às matrículas do Sisu que se iniciarão nesta quarta-feira (30) sejam realizadas para permitir que os acadêmicos aprovados em calendário de seleção nacional ingressem na Unemat, minorando o impacto social na vida dos ingressantes na Universidade.

O Sintesmat reafirma que parte dos servidores da categoria permanecem sem receber os seus salários, sendo que os que receberam com atraso não receberam os juros legais, previstos na Constituição do Estado para o caso de pagamento em atraso. Também permanecem sem receber o 13º salário, os servidores efetivos que aniversariaram nos meses de novembro e dezembro de 2018, além dos profissionais técnicos contratados.

Após a realização da Assembleia, os resultados serão enviados à Diretoria, que os apurará e divulgará o resultado final nesta quarta-feira (30).
0
0
0
s2sdefault