Todos os servidores da Unemat aderiram a greve da instituição que teve início nesta segunda-feira (15). Com isso as atividades técnicas e administrativas da Unemat estão paralisadas até que o governo do Estado encaminhe para a Assembleia Legislativa o Plano de Cargos, Carreira e Salários e também o processo de nomeação de todos os aprovados no concurso público realizado em 2011.

Nesta manhã os servidores estiveram reunidos na sede da Reitoria e em vários campi da Unemat para avaliar os encaminhamentos do movimento grevista. Os servidores definiram que nesta quarta-feira (17) representantes dos funcionários da Unemat estarão em Cuiabá para uma audiência com o governador que sinalizou que vai encaminhar o PCCS para ser apreciado pelos deputados.

“O nosso movimento é legítimo, pois o que queremos é que o governo do Estado garanta a autonomia da Unemat, autonomia essa que o governo disse que a instituição conquistou com a emenda constitucional. O nosso plano de cargos, carreira e salários bem como a nomeação dos técnicos já estão previstos o planejamento orçamentário e financeiro”, explica o presidente do Sindicato dos Técnicos da Educação Superior da Unemat.

0
0
0
s2sdefault