MT Saude
Nesta segunda-feira (02-09), o presidente do Sintesmat, Luiz Wanderlei, participou de uma reunião na Sede do MTSaúde, onde foi discutido o encaminhamento da mensagem de lei para reestruturação do Plano. Esta reunião foi convocada pelo Presidente do MTSaúde, Flavio Taques que convocou os sindicatos ligados ao Fórum sindical.

Na reunião foram apresentadas ao Fórum Sindical algumas alterações na minuta de lei analisada anteriormente, essas alterações dizem respeito basicamente à estrutura organizacional do Plano de Saúde, de acordo com Flávio Taques, é necessário fortalecer o quadro de servidores que hoje é muito reduzido. Outro ponto que foi discutido trata-se da modalidade de plano a ser oferecida a partir da aprovação da lei sendo definido que será ofertada apenas a modalidade de Enfermaria uma vez que os custos para o plano é muito menor o que garantiria a continuidade do plano.

O presidente do MTSaúde fez uma explanação geral sobre o plano de reestruturação e garantiu que os custos para o servidor será de no mínimo 33% mais barato do que os planos equivalentes no mercado, demonstrando em planilhas financeiras que, mesmo assim o plano tornar-se-á viável.

Uma das principais mudanças para o plano será a forma de cobrança do usuário que deixará de ser por faixa salarial para ser cobrada por faixa etária como já é feita nos demais planos do mercado. Pelos estudos apresentados, essa mudança irá provocar o aumento da arrecadação permitindo a viabilidade do plano.

Quanto aos convênios no interior do Estado, Flavio Taques afirmou que uma equipe está entrando em contato com hospitais e clinicas de todo o Estado e espera que até o final do ano, o MTSaúde volte a atender em todas as cidades pólos, ressaltando no entanto, que a aprovação e sanção da Lei dará maior confiabilidade ao Plano garantindo o retorno dos conveniados.

0
0
0
s2sdefault